Arquivosdezembro, 2012

27dez

A voz rouca e o tipo bem brasileiro de Camila Pitanga dominaram os intervalos da programação televisiva em 2012. A atriz foi a personalidade mais vista pelos telespectadores na TV aberta, com 7.336 inserções. A forte presença na telinha foi alavancada pelos filmes da Caixa Econômica Federal, mas a artista também protagonizou campanhas para o Grupo Pão de Açúcar, Ferrero, Unilever e Rede Globo.

O segundo lugar ficou o galã Reynaldo Gianecchini, vice-campeão (5.870 aparições) graças às ações para marcas como Banco do Brasil e Catho, além de campanhas beneficentes para entidades de combate ao câncer, como Graacc e IBCC. A über model Gisele Bündchen, que havia liderado a lista em 2011 das celebridades mais vistas na publicidade, caiu para a terceira posição (5.686 inserções), estrelando campanhas para C&A, ONU, P&G e Sky.

Em quarto e quinto lugares, domínio absoluto do futebol: Neymar (5.303 aparições) e Ronaldo (4.243 aparições), respectivamente, foram garotos-propaganda de diversas empresas, como Ambev, Claro, Volkswagen e Hypermarcas, entre outras. Um detalhe curioso é que Neymar, em 2011, ocupava apenas a 72a posição, com 539 aparições.

Na lista dos dez mais vistos nos breaks figuram ainda a apresentadora Patrícia Abravanel (3.362 inserções), que faz as ações para a Jequiti; a atriz Lilia Cabral (2.863 inserções); a modelo e apresentadora Fernanda Lima (2.675); o ator Rodrigo Santoro (2.532); e a atriz Thaila Ayala (2.476).

“A marca faz um esforço gigantesco para reter a atenção e usa uma celebridade para ter mais resultado, mas são poucas que podem pagar para ter o Neymar, por exemplo”, diz Fabio Wajngarten, sócio da empresa Controle da Concorrência, que monitora as inserções do mercado publicitário e fornece dados, minuto a minuto, da presença dos anunciantes na TV.

O levantamento das dez celebridades mais vistas na propaganda de TV analisou os canais abertos Band, Globo, Record, RedeTV e SBT no período de 1o de janeiro a 30 de novembro, usando o sinal São Paulo SP1 (para a capital paulista), que contempla também net (os comerciais nacionais). Foram utilizados os formatos propaganda e patrocínio.

Craque dos intervalos 

Já a celebridade que mais anunciou marcas diferentes durante o ano foi o jogador Neymar, que estrelou campanhas para 12 empesas: Ambev, Baruel, Claro, Grupo Santander, Gulliver, Johnson Controls, Lupo, Nike, Panasonic, Rede Globo, Unilever e Volkswagen. A cantora Ivete Sangalo também confirmou o título de rainha dos comerciais, sendo garota-propaganda de 11 empresas e instituições diferentes. SBT, Insinuante, L’Oréal, Giraffas, Governo da Bahia, Credicard Hall, Conselho Nacional de Procuradores, Avon, TAM, Schincariol e Tramontina apostaram no charme e talento da artista para divulgar suas marcas.

Em terceiro lugar aparece o ex-jogador e empresário Ronaldo (o Fenômeno), com nove marcas. Reynaldo Gianecchini vem na quarta posição, com oito marcas, e Sabrina Sato e Xuxa estão empatadas na quinta colocação, com sete empresas cada.

Fonte: M&M

Compartilhe!

21dez

Aqui vai uma previsão para 2013: o marketing de experiência vai ultrapassar o “marketing do fazer o bem” para se tornar a grande novidade. Toda esta conversa sobre como a construção de marca é uma missão nobre encobre o propósito básico do marketing e também cria uma desconexão com o CEO. Pessoas não familiares ao tema que comparecessem às conferências da Associação Nacional de Anunciantes americanos nos últimos anos pensariam ter entrado acidentalmente em uma reunião evangélica, tão intenso era o fervor em “servir” o consumidor.

O problema com marketing do fazer o bem é que não faz nada para ajudar a marca a se tornar mais autêntica e relevante – além de fazer os consumidores se sentirem acolhidos e confortáveis.

O marketing de experiência, por outro lado, está calcado em ampliar a conexão direta entre o consumidor e a marca.

Continue Reading

Compartilhe!

21dez

Nada de sair correndo da agência e ir direto pra ceia de Natal! Nada de terminar os jobs do ano escutando os fogos da virada! A Art Plus estará de recesso na véspera dos dois feriados nacionais, 25/12 e 01/13. Bom, né? Agora, nos dias restantes das duas semanas a gente trabalha normalmente, expediente completo! Precisou, liga! 62 3251-0510.

Compartilhe!

17dez

É com grande alegria que damos as boas vindas ao nosso novo cliente – uma gigante do ramo, no mercado desde 1985, presente em 7 estados brasileiros, 100% nacional, parceira de marcas consagradas, e dona de um sólido relacionamento com investidores nacionais e internacionais. A Ceagro é totalmente comprometida com o crescimento sustentável do país, e atua de forma inovadora no mercado de agronegócios, respeitando o meio ambiente e investindo cada vez mais na qualificação de seus profissionais.

Seja muito bem vinda, Ceagro! Vamos a campo colher os melhores frutos com esta parceria.

Compartilhe!

13dez

A JWT divulgou nesta semana um estudo global de tendências para 2013, identificando dez comportamentos que devem se consolidar no próximo ano. Esta é a oitava edição do estudo, que se baseia em pesquisas quantitativas e qualitativas, em entrevistas com especialistas e influenciadores de diferentes mercados e no trabalho de cerca de 70 profissionais de planejamento de mais de 20 escritórios da rede.

Leia, abaixo, um resumo de cada uma delas. As três tendências que, segundo a agência, mais repercutem no mercado brasileiro são: “tudo é varejo”, “privado público” e a “era do superestresse”.

1 – Jogar é uma vantagem competitiva: com rotinas de trabalho e funções sociais que nos deixam pouco tempo livre, o estudo identifica que momentos de diversão e lazer estão se tornando algo até estratégico para adultos – e deixando de ser apenas “coisa de criança”;

2 – A era do superestresse: o efeito nocivo dessa rotina está se tornando algo maior e insuportável, aumentando custos de saúde pública, preocupando empresas e marcas. Disso decorre um esforço de diversas instituições em reduzir ou prevenir o stress quando for possível. Um movimento notado no País, por exemplo, é a adoção da causa das bicicletas nos grandes centros urbanos, como Rio de Janeiro e São Paulo, meio de locomoção não poluente que também traz benefícios físicos.

3 – Objetos inteligentes: produtos do dia-a-dia se tornarão mais inteligentes e a tecnologia estará embutida em tudo, de relógios a camisetas, nos ajudando a medir, navegar e orientar o mundo ao nosso redor;

4 – Personalização previsível: como resultado da tecnologia mais disseminada, geraremos mais dados do que nunca. Isso facilitará a personalização de serviços, ofertas e comunicação, permitindo a marcas segmentar cada vez mais sua abordagem e a serem mais precisas ao atingir o consumidor;

5 – Digitais móveis: os smartphones caminham para se tornar uma versão reduzida de nós mesmos, sendo uma espécie de impressão digital daquilo que detemos: carteiras, chaves, banco de dados sobre nossa saúde e muito mais;

6 – Explosão sensorial: como resposta a uma vida cada vez mais virtual, deveremos valorizar experiências que mexam com nossos sentidos, o que fará marcas se esforçarem mais em criar produtos ou situações que impactem a vida dos consumidores dessa forma;

7 – Tudo é varejo: o comportamento de compra deixará de ser apenas em lojas online ou off-line, expandindo para novas plataformas e lugares graças à tecnologia mobile; no Brasil, o Pão de Açúcar já testa vitrines virtuais que permitem compra por celular, usando um aplicativo próprio;

8 – Peer power: as pessoas devem valorizar cada vez mais a experiência de compra de produtos vendidos por seus semelhantes, e não necessariamente por empresas, reforçando o conceito da economia do compartilhamento. Isso deve afetar desde a venda de produtos até a prestação de serviços, impactando indústrias como educação, transporte, hospedagem e turismo.

9 – Privado público: num contexto em que todo mundo vive sua vida privada em público, as pessoas vão encontrar novas formas de estabelecer sua privacidade. A agência menciona, em material distribuído à imprensa, pesquisa da Hi-Mídia que 45% dos usuários brasileiros do Facebook possuem perfil privado, aberto apenas a amigos – um indício de que estão atentos com segurança; e que muitos se preocupam com a reputação (21% já se desmarcaram de fotos; 45% apagaram comentários e 70% se preocupam com o que escrevem e compartilham);

10 – Saúde e felicidade de mãos dadas: mais pessoas vão se conscientizar de que sua saúde está ligada à felicidade, comprovando que estar feliz e manter-se saudável são coisas que andam de mãos dadas.

Um vídeo, em inglês, resume as dez tendências. Assista abaixo.

Fonte: M&M

Compartilhe!